Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Covid provoca queda de cabelo em 25% dos casos; entenda

Losing hair? Hair brush, complete with hair.

Não faz sequer um ano e meio que a covid-19 surgiu em nossas vidas e até hoje estamos tentando entender direito os seus efeitos a curto, longo e médio prazo. Segundo estudos recentes, uma das principais sequelas do coronavírus a longo prazo é a queda de cabelos.

Muitas pessoas enfrentam uma chamada covid longa; meses após a infecção, o paciente continua sentindo novos sintomas e sequelas do vírus. Segundo um estudo de pesquisadores do México, EUA e Canadá, cerca de um quarto das pessoas que desenvolvem sintomas de longo prazo do novo coronavírus acabam experienciando queda de cabelos.

Uma jovem brasileira passou pelo problema. “Dentro do hospital comecei a perceber que meu cabelo estava caindo muito porque onde eu andava, me encostava, eu via cabelo caindo. Ele não caía, ele despencava. Sempre tive muito cabelo, mas se tornou assustador porque viraram falhas no meu couro cabeludo”, afirmou à BBC estudante Janaina Corrêa, de 24 anos. Sua mãe e outros familiares também passaram pelo problema.

Segundo pesquisadores, é comum que infecções virais causem esse tipo de sintoma. Dengue, chikungunya, zika podem causar perda de cabelos. Além disso, episódios de estresse e perda de peso também podem gerar a danificação do couro cabeludo. Vale lembrar que 1 a 16 dos pacientes de covid-19 apresentam doenças mentais após terem contraído a doença, mas ainda não se sabe qual o mecanismo de ação da queda capilar.

“No momento, não temos uma imagem clara do que está acontecendo. Se o coronavírus serve de gatilho para quem já tem predisposição genética de desenvolver alopecia areata, que é uma doença capilar associada a uma reação autoimune, ou se isso está ligado a algum fator desconhecido ou ao estresse em torno da covid-19 no caso de pessoas sem essa predisposição genética”, afirmou, também à BBC, o médico Paulo Criado, especialista em dermatologia.

Fonte: Hypeness

Deixe uma resposta