Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Crianças que vivem rodeadas de áreas verdes podem ser mais inteligentes, diz estudo

Pesquisadores da Universidade de Hasselt (UHasselt) e da Universidade de Gante (UGent), ambas na Bélgica, divulgaram uma pesquisa que associa o contato com a natureza com crianças com maiores níveis de inteligência e menos problemas comportamentais para aquelas que são educadas perto do verde.

Os estudiosos usaram medições de QI em mais de 600 crianças com idades entre 8 e 15 anos. Todas as crianças e adolescentes vivem no perímetro urbano, mas ainda perto de alguma vegetação. Mais especificamente, 3,3% a mais de espaço verde em um raio de 3 km ao redor da casa está associado ao aumento de 2,6 pontos no QI total. 

Além disso, também se constatou que mais espaços verdes na cidade estão ajudam na redução de problemas comportamentais, como questões de concentração e agressão. 

Verde democrático 

Os pesquisadores ressaltam ainda que os benefícios são percebidos entre crianças de origem ricas e pobres. “Nossos resultados não são distorcidos pelo background socioeconômico dos participantes. A ligação entre o verde e a inteligência foi encontrada em filhos de pais com alto e baixo nível de escolaridade”, afirmou Esmée Bijnens, pesquisadora da UHasselt e UGent.

Mesmo que o aumento nos pontos de QI seja pequeno no nível individual, mais vegetação no ambiente de vida pode levar a uma mudança no QI geral, ou seja, no nível da população. Por exemplo, em um ambiente urbano com menos vegetação pode haver mais crianças no limite inferior de uma curva de QI normal. 

Estudos anteriores, incluindo em crianças que vivem em Barcelona, ​​também mostraram que mais vegetação no cotidiano está associado com melhorias na memória e atenção, além de menos hiperatividade.

Fonte: Hypeness

Deixe uma resposta