Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Reino Unido aplica primeira dose da vacina de Oxford

O Reino Unido se tornou, nesta segunda-feira (4), o primeiro país a usar a vacina do laboratório britânico AstraZeneca e da Universidade de Oxford contra a covid-19, acelerando a campanha de vacinação que começou no início de dezembro com o imunizante da Pfizer/BioNTech.  

Brian Pinker, um idoso de 82 anos, foi a primeira pessoa a receber a vacina, no Hospital Churchill, da Universidade de Oxford, de acordo com o serviço de saúde pública britânico (NHS). O órgão indicou que já existem 520 mil doses prontas para serem distribuídas.

— Estou muito satisfeito por receber a vacina hoje e muito orgulhoso por ela ter sido inventada em Oxford — disse Pinker enquanto era vacinado.

O uso emergencial do imunizante foi autorizado no dia 30 de dezembro pela Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos para a Saúde (MHRA, na sigla em inglês). A medida era muito aguardada, por questões práticas: a vacina é menos onerosa do que a da Pfizer/BioNTech e pode ser conservada em refrigeradores convencionais, sem a necessidade de uma preservação a -70°C — precisa apenas de refrigeração normal, entre 2°C e 8°C.

O Reino Unido confirma, assim, um duplo pioneirismo: foi o primeiro país ocidental a dar início à imunização em massa, com a vacina da Pfizer, é o primeiro a começar a aplicação do produto de Oxford.

No Brasil, a vacina de Oxford é a principal aposta do governo no combate à covid-19, já com acordo firmado para distribuição nacional. O imunizante será produzido em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que prevê o início da produção em 20 de janeiro e a entrega das primeiras doses em 8 de fevereiro de 2021.

Fonte: GaúchaZH

Deixe uma resposta