Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Bento Gonçalves é o terceiro município do RS a receber selo internacional de turismo seguro na pandemia

O município de Bento Gonçalves recebeu na terça-feira (22) o selo Safe Travel, que atesta a segurança de destinos turísticos em relação aos protocolos de enfretamento ao coronavírus. O município foi o sexto do país e o segundo da Serra a obter o reconhecimento, atrás de Canela, contemplada em julho, e o terceiro do Rio Grande do Sul — no início de setembro, São Lourenço do Sul recebeu a distinção. A certificação é concedida pelo World Travel & Tourism Council (WTTC), entidade formada principalmente por representantes do setor privado ligado ao turismo e que defende o desenvolvimento sustentável da atividade.

De acordo com o secretário de Turismo de Bento Gonçalves, Rodrigo Parisotto, o processo até a obtenção do certificado levou cerca de 30 dias e demandou o envio de diversos documentos comprovando a segurança de turistas e trabalhadores ligados ao setor no município. A WTTC exige que os destinos adotem protocolos de segurança adequados às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o que, segundo Parisotto, já era praticado na cidade, que criou o selo Ambiente Limpo e Seguro.

— Em Bento Gonçalves, o empreendimento solicita o protocolo e, no momento que ele executa, a equipe da secretaria faz a visita para verificar se as ações foram implementadas. Como a cada 30 dias voltamos nesses locais para verificar se estão adotando as medidas ou não, foi muito simples documentar isso e encaminhar para eles (WTTC) — lembra.

Conforme o secretário, a validação dará visibilidade internacional ao município como destino turístico e poderá auxiliar na retomada do setor, que já começou de forma tímida. Para se ter uma ideia, nos primeiros meses da pandemia a ocupação média da rede hoteleira no município era de 4,5%, contra 49% em 2019. O número subiu para 13% entre junho e julho e para 23% em agosto. 

Ainda assim, o total de turistas na cidade no mês passado não chegou a 50 mil, enquanto em 2019 foram 140 mil. Diante desses números, Parisotto projeta que a pandemia reduziu o fluxo turístico em Bento em até 80% e fez com que deixasse circular na economia da cidade entre R$ 100 milhões e 150 milhões.

— Temos percebido um movimento em que as pessoas cada vez mais têm tido coragem de sair de casa. O mês de outubro seria de baixa no turismo, mas tenho certeza de que vai ser um dos melhores do ano — projeta Parisotto.

Além de Bento Gonçalves, Canela e São Lourenço do Sul, as cidades de Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Rio de Janeiro (RJ) receberam o selo. No mundo, a certificação já foi concedida para Arábia Saudita, Barcelona e Sevilha (Espanha), Portugal e o Estado mexicano de Quintana Roo, onde fica Cancún.

Fonte: GaúchaZH

Deixe uma resposta