Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Saboaria popular criada por mulheres de Caxias pretende garantir renda e amenizar os impactos da pandemia

Saiba como colaborar com a iniciativa intitulada Las Margaritas, que produz e comercializa sabão e sabonetes artesanais

A necessidade de uma fonte de renda alternativa já era realidade, ainda antes da pandemia, para muitas mulheres da periferia de Caxias do Sul. Diante deste contexto, agravado pela crise que, desde março, impacta todos os setores da economia, um grupo de mulheres do bairro Vila Ipê decidiu buscar uma forma autônoma de garantir o sustento de suas famílias. Assim nasce a Saboaria Popular Las Margaritas, formada inicialmente por 10 mulheres que produzem sabão e sabonetes artesanais, com venda pelas redes sociais.

O projeto, que alia a necessidade de renda à produção de um item indispensável para o enfrentamento do novo coronavírus, por meio da recomendada higienização constante das mãos, é ainda mais do que isso. Trata-se de uma iniciativa de integrantes do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD) de Caxias do Sul, em uma condução que também leva em consideração a ação política e pedagógica no seu desenvolvimento.

— Não é apenas um espaço produtivo. O que a gente propõe é uma forma de economia alternativa, que traz também o conceito de saúde integral e respeito ao planeta Terra; da justiça social; valorizando o trabalho artesanal — comenta a psicóloga Joanne Cristina Pedro, que integra o movimento e participa da produção da saboaria.

Em seu projeto de doutorado, iniciado em 2018 no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Caxias do Sul (UCS), Joanne investiga “as mediações pedagógicas implicadas na ação educativa dos movimentos sociais nos territórios periféricos”. O trabalho acadêmico tem como pano de fundo o MTD, organização popular nacional, com atuação no bairro Santa Fé, dentre outras regiões periféricas da cidade.

— Desde 2017 atuo no movimento como grupo de base, auxiliando a construir espaços de diálogo e promoção do pensamento crítico. No início de maio promovemos uma orientação presencial para quem precisasse de ajuda com o aplicativo do auxílio emergencial. Poucas pessoas apareceram e, cinco mulheres que já faziam parte do movimento, cogitaram a possibilidade de produzir sabonetes para vender naquela semana, para o Dia das Mães — relembra Joanne.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 29/06/2020 - Saboaria Popular Las Margaridas surge como alternativa para moradoras do bairro Vila Ipê obterem renda durante a pandemia. Captação de recursos visa ampliação do projeto, desenvolvido hoje no centro comunitário do bairro Vinhedos. A ação parte do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD) e conta com apoio da Cáritas Diocesana. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)<!-- NICAID(14533785) -->

Josiane da Silva e Joanne Cristina Pedro já faziam parte do MTD e agora integram o grupo de produção da Las MargaritasFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Uma dessas mulheres era Josiane da Silva, 26 anos, moradora do Vila Ipê que garante sozinha o sustento dela e da filha de sete anos. Desempregada desde 2015, Josi — como é chamada pelas colegas — encontrou na Saboaria Popular Las Margaritas não apenas uma possibilidade de fonte de renda, mas também um espaço de aprendizado constante.

— Não é só sabão e sabonete, a gente trabalha muito com ervas, e eu estou me sentindo maravilhosa. É um dom que eu tinha e nem sabia. Está sendo realizador — relata a integrante.

Colabore com a iniciativa

Uma doação da Cáritas Diocesana de Caxias do Sul foi um dos pontapés iniciais para o desenvolvimento da saboaria. O grupo que agora é de 11 mulheres (duas do Vila Ipê, três da Cáritas, cinco do MTD e uma professora da rede estadual) reúne-se de forma revezada, duas vezes por semana, no Centro Comunitário do bairro Vinhedos, cedido de forma provisória ao projeto.

A produção semanal, que atinge aproximadamente 200 unidades, vem aumentando conforme cresce a procura pelos sabões — que reutilizam óleo de cozinha — e pelos sabonetes feitos com ervas naturais. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 29/06/2020 - Saboaria Popular Las Margaridas surge como alternativa para moradoras do bairro Vila Ipê obterem renda durante a pandemia. Captação de recursos visa ampliação do projeto, desenvolvido hoje no centro comunitário do bairro Vinhedos. A ação parte do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD) e conta com apoio da Cáritas Diocesana. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)<!-- NICAID(14533775) -->

A produção semanal, que atinge aproximadamente 200 unidades, vem aumentando conforme cresce a procura pelos sabões e sabonetesFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

De acordo com Joanne, os encontros presenciais têm o intuito de preservar as premissas do movimento, bem como de reduzir os custos de produção.

— Mesmo tomando todos os cuidados, algumas mulheres que gostariam não estão tendo condições de participar. Estamos mantendo o vínculo com elas e a ideia é ampliar ainda mais a rede assim que possível — afirma Joanne.

Pelo site Apoia.se, a iniciativa Las Margaritas está arrecadando contribuições para custear a produção que ainda não reverte lucro para as envolvidas. Os sabões e sabonetes artesanais podem ser conferidos e adquiridos pelo Instagram ou Facebook. Informações também pelo e-mail lasmargaritas.saboaria@gmail.com.

*Fonte: Jornal O Pioneiro

Deixe uma resposta