Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Governo do RS distribui 25 mil testes rápidos para municípios a partir desta terça-feira

Quantidade de exames entregues a cada cidade será confome o número de habitantes e casos de covid-19

Quanto cada município deve receber?

  • Guabiju receberá pelo menos 20 testes
  • São Jorge receberá pelo menos 40 testes
  • São Domingos do Sul receberá pelo menos 40 testes
  • Paraí receberá pelo menos 60 testes

Com prioridade de aplicação em profissionais da saúde e da segurança pública, 25,4 mil testes rápidos de coronavírus serão distribuídos, entre esta terça (14) e quarta-feira (15), aos municípios gaúchos. Cada cidade, conforme o governo do Estado, receberá ao menos uma caixa (20 testes).

Os municípios com menos de 5 mil habitantes, sem casos confirmados, vão receber uma embalagem. Na outra ponta, os mais populosos e com mais casos confirmados receberão mais testes. Porto Alegre, por exemplo, que tem quase metade do total de pacientes com covid-19 de todo o Estado, terá direito a 114 caixas — 2.280 exames.

O teste rápido, cujo resultado fica pronto em 15 minutos, só pode ser aplicado em pessoas que manifestaram os sintomas de coronavírus há mais de 10 dias, com confiabilidade de cerca de 75%. Antes deste período de sintomas, o teste não é confiável.

— É um teste rápido. Não é um diagnóstico, é de apoio ao diagnóstico. Esse teste também não diferencia na leitura se tem anticorpo de infecção recente ou tardia. Só diz que há a presença de anticorpos (ao coronavírus). É um teste que só deve ser utilizado a partir do décimo dia e ajuda a reduzir o número de profissionais afastados dessas áreas — explica a chefe do Núcleo de Vigilância do Estado, Tani Ranieri.

Quem trabalha em função operacional da saúde, da segurança e de serviços penitenciários e apresenta sintomas há menos de 10 dias passa por outro teste: o PCR. Este exame molecular tem mais confiabilidade e deve ser aplicado, preferencialmente, entre o terceiro e o quinto dia de sintomas. Ele deixa de ser confiável, conforme a Vigilância em Saúde, a partir do décimo dia.

Os testes que serão distribuídos às cidades a partir de terçaa-feira chegaram há 10 dias no Estado e aguardavam validação por parte do Ministério da Saúde. Parte do lote já está sendo usada para uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) sobre a prevalência da Covid-19 na população gaúcha. Um novo lote de testes deve chegar ao Estado na sexta-feira (17). 

Ao chegarem aos municípios, os testes são geridos pelas vigilâncias municipais em saúde. Cada aplicação, conforme a Vigilância Estadual, precisa ser registrada em um sistema nacional de controle. 

Como será a distruição de testes

  •     231 cidades com menos de 5 mil habitantes vão receber pelo menos uma caixa
  •     157 cidades entre 5 mil e 20 mil habitantes vão receber pelo menos duas caixas
  •     65 cidades entre 20 mil e 50 mil habitantes vão receber pelo menos três caixas
  •     25 cidades entre 50 mil e 100 mil habitantes vão receber pelo menos quatro caixas
  •     19 cidades acima de 100 mil habitantes vão receber pelo menos sete caixas cada

   Além disso, outros critérios levando em conta casos e tamanho da população

  •     81 municípios com caso recebem mais uma caixa cada
  •     12 municípios com mais de 200 mil habitantes recebem mais duas caixas cada
  •     4 municípios com mais de 300 mil habitantes recebem duas caixas cada a mais
  •     10 municípios com mais de 10 casos recebem mais cinco caixas
  •     4 municípios com mais de 20 casos recebem mais quatro caixas
  •     Porto Alegre vai receber 114 caixas

*Fonte: GaúchaZH

Deixe uma resposta