Rádio Club – Paraí RS

Rádio Club FM da cidade de Paraí, Rio Grande do Sul

Identificados todos os sete assaltantes mortos durante ataque a bancos em Paraí

Criminosos trocaram tiros com a polícia na madrugada de sexta-feira (06/03/20) depois de invadir agências do Banco do Brasil e Sicredi.

Foi identificado como Leonardo Pereira da Silva o sétimo assaltante morto durante um ataque a dois bancos na cidade de Paraí, na Serra, na madrugada da última sexta-feira (6). A identificação foi confirmada pelo Posto Médico-Legal de Passo Fundo, no norte do Estado.

O homem definido pela Polícia Civil como o “explosivista” do grupo foi identificado como Eroni Francisco Tauchen Lourenço, 44 anos. Também foram confirmadas as identidades de Emerson Chagas Fernandes, Jônatan de Souza Dutra, Flávio Alessandro Graminha de Freitas, Emanuel Terra dos Santos e Jorge Luís dos Santos Rosa Júnior. As idades dos cinco não foram confirmadas.

Lourenço era natural de Osório, no Litoral Norte, e estava foragido. Era ele que, na madrugada de sexta, em Paraí, carregava uma mochila com seis quilos de explosivos. Também era o mais velho do grupo, formado por jovens e homens com menos de 30 anos. A informação foi confirmada pelo titular da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), delegado João Paulo de Abreu.

Dois dos mortos ​tiveram as imagens comparadas a de integrantes de uma quadrilha de Guaporé. De acordo com o delegado Arthur Reguse, titular da Delegacia de Polícia (DP) de Bento Gonçalves – e que responde por Paraí -, havia contra eles mandados de busca e apreensão devido a suspeita de partilharem do planejamento do crime.

Um Onix com placas de Sapucaia do Sul e um Agile de Porto Alegre foram usados pela quadrilha no último ataque na Serra.

O confronto entre a quadrilha e a Brigada Militar (BM) ocorreu por volta das 2h. Nenhum policial ficou ferido.

No momento do ataque, os criminosos vestiam máscaras, luvas, coletes e estavam fortemente armados. Os alvos dos criminosos foram os bancos Sicredi e Banco do Brasil.

Os criminosos que entraram na agência do Sicredi tentaram fugir, mas foram cercados. Eles partiram pela Rua Sete de Setembro em direção à Rua Padre Félix Bussata. Poucos metros depois, dois deles caíram perto de um consultório de dentista, embaixo de um prédio. Outros dois tentaram pular a cerca de uma oficina, mas tinha um cachorro no pátio e não conseguiram escapar. Eles morreram no local.

*Fonte: GaúchaZH

Deixe uma resposta